Cadastramento fácil e rápido

Conheça as nossas novas parcerias

O currículo é seu cartão de visitas


por Camila Micheletti

Personalização. Esta é a palavra de ordem quando se fala de currículos. Na internet ou no papel, é possível imprimir o seu estilo pessoal ao documento, sabendo destacar seus pontos fortes, palavras-chave que saltam aos olhos do selecionador e destacando seu real interesse em fazer parte de determinada empresa.

Pelo mesmo motivo que você não comparece à entrevista mal vestido ou sem tomar banho, deve se preocupar com a apresentação do seu currículo: é a sua imagem que está em jogo. "O currículo não é um contrato de trabalho, por isso não se colocam números de documentos, data ou assinatura. Pelo contrário, é você quem está se apresentando, e você é totalmente responsável pelas informações. Cada currículo é individual e pode ser personalizado porque ninguém é igual a ninguém", afirma Rosângela Casseano, psicóloga especialista em coaching e aconselhamento profissional.

De acordo com Edson Rodriguez, sócio-diretor da consultoria Thomas International, todo profissional que está em busca de emprego deveria adeqüar seu currículo à vaga pretendida. "Acho errado imprimir centenas de currículos e distribuir pelas empresas. O ideal é falar para cada empresa exatamente o que ela quer ouvir". Ele explica que quem receberá seu currículo provavelmente será o departamento de RH da organização, que geralmente não tem muito tempo a perder, e quer logo um indicativo de que você tem potencial para ocupar a vaga, de preferência nas primeiras linhas.

Por isso, Edson aconselha que você use e abuse de palavras-chave, para chamar a atenção do selecionador e fazê-lo optar pelo seu currículo, ou mesmo guardá-lo para uma futura oportunidade. Você pode começar logo no objetivo profissional, que vem abaixo dos dados pessoais. Por exemplo, se você é um analista de sistemas com experiência em Java, ressalte isso. Pode ser que você seja selecionado no lugar de outro currículo que contenha no objetivo apenas a descrição "Analista de sistemas".

O currículo deve ressaltar os seus pontos fortes, mas sem parecer "exibicionista". Para Cecília Pinaffi, diretora da Mussi Consultores, o currículo é a embalagem do produto, no caso você, que está se disponibilizando para o mercado. Você precisa criar o interesse, fazer com que o selecionador queira obter este produto. Mas ela alerta que é preciso ser realista e imparcial nesta hora: "Faça uma autoanálise das suas qualidades e competências e coloque o que achar importante no documento, sempre relacionando a competência ao resultado. Se não provar os resultados, pode demonstrar que é uma pessoa narcisista e sem capacidade de operacionalização, o que já é motivo de sobra para o seu currículo ser deixado de lado", afirma.

Quer fazer um currículo personalizado, único e objetivo? Confira as dicas e comece agora mesmo:

Use palavras-chave, específicas da sua área, para ressaltar a sua experiência e a sua área de especialização

Seja realista. Saiba ressaltar os seus pontos fortes sem parecer marqueteiro

Sempre relacione as competências aos resultados que você já obteve em experiências anteriores

Só coloque competências pessoais se você for usá-las no seu trabalho diário

Ao preencher formulários de empresas na internet ou mesmo em sites de empregos, não deixe campos em branco. Alguns formulários são realmente longos, mas o resumo da sua vida profissional deve ser feito com cuidado e não é uma tarefa rápida

Acabou de escrever? Revise, revise, revise. Erros de português e digitação são imperdoáveis, tanto no papel quanto na web

Antes de imprimir, verifique se você tem um papel de qualidade e se há tinta suficiente na impressora



[Voltar]
Copyright © Ascent Educação e Treinamento. Todos os direitos reservados.
e-mail: info@minhacarreira.com.br